A palavra Tannenbaum sempre lembra o Natal por dois motivos: é um pinheiro alemão que nesta época vira árvore natalina e também o nome de uma das canções mais conhecidas (e ouvidas nesta época) do mundo, interpretada por tenores como Luciano Pavarotti e Placido Domingo ou famosos como Nat King Cole e ilustres desconhecidos de (quase) todo o planeta.

O Tannenbaum no jardim e depois em seu novo habitat

Os pinheiros alemães podem ser comprados em floriculturas, ainda pequenos e depois do Natal, serem removidos para jardins ou locais com espaço, porque eles ficam muito grandes. Foi isso que aconteceu com o casal Anelise e Hardi Mertz. Eles compraram um Tannenbaum de quase um metro em 2007 para enfeitar dentro de casa. Depois plantaram no jardim. Esta semana ele foi doado para a igreja luterana Martin Luther e na quarta-feira (11) teve as luzes acesas na Noite do Advento das Famílias.

Publicidade

“Nestes 12 anos ele alcançou 10 metros. Nos primeiros Natais nós enfeitávamos a árvore no jardim mesmo, mas depois ela ficou muito grande, não alcançávamos mais e vimos que os passarinhos gostavam de fazer ninhos nela. O corte aconteceu agora porque a rede elétrica estava ao lado e em dias de vento poderia bater nos fios”, contou Hardi. Para cortar e remover ele precisou de bastante ajuda. Além do casal, trabalharam na remoção o pastor Felipe, Edson, Ramiro e Adriano, todos da igreja luterana.

“Fiquei sentido porque os bem-te-vis gostavam de criar seus filhotes ali. Mas a igreja ganhou um legítimo Tannenbaum de quase 5 metros (no jardim ficou o pinheiro cortado com quase 2 metros, para novas mudas que vão virar futuras árvores de Natal, e mais um ‘toco’ da mesma altura que está enfeitando o jardim”, completou Hardi.

A árvore de Natal decorada na igreja.