O Papai Noel que dá presentes é hoje mais conhecido que o principal motivo das comemorações natalinas: o nascimento de Jesus. Muitas crianças nem sabem quem é o menino Jesus, mas sabem tudo sobre o ‘bom velhinho’ que vai chegar com um saco cheio de presentes.

Na era do consumismo, o Natal tornou-se uma das datas mais rentáveis para o comércio. Segundo dados da Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo (CNC) esse Natal está tendo o maior crescimento de vendas dos últimos seis anos.

A estimativa é arrecadar R$ 35,9 bilhões, o que representa 4,8% a mais do que no ano passado.

Publicidade

Os pedidos mudaram, as crianças hoje preferem ganhar smartphones, o iPhone 11, lançado neste ano e que custa aproximadamente R$ 4,2 mil (podendo chegar a R$ 9,5 mil em sua versão Pro Max 512GB – no site da Apple) é o ‘sonho de consumo’ da garotada.

Em Balneário Camboriú o que não falta é opções de presentes. Eles podem ser encontrados nas lojas especializadas, nas livrarias, no camelódromo, na Feira do Artesanato da Praça da Cultura, na feira da Praça do Pescador, na loja do Clube de Mães, no Pontal Norte, nos atacadões da Marginal Oeste e pais criativos podem até fazer seus presentes em casa mesmo.

A reportagem do Página 3 observou o movimento em duas lojas de brinquedos. Há opções bastante ‘salgadas’, quase sempre as mais procuradas, mas tem grande variedade por preços mais acessíveis que prometem agradar a criançada.

Os da moda


Na loja Ri Happy Brinquedos, no Balneário Shopping, uma das vendedoras disse que o movimento está bom e que esperam que até dia 24 se potencializem ainda mais, já que é comum pais deixarem para comprar os presentes de última hora.

Um dos preferidos entre as meninas é a Casa LOL, que está em promoção na loja de R$ 2,7 mil por R$ 2 mil; assim como a LOL Surprise, que reúne 14 bonecas da marca por R$ 1,5 mil. A boneca lançamento da LOL é a Crystal Star, que está custando R$ 599,99.

Outro lançamento são os artigos do filme Frozen 2, que estreia em janeiro. Há o castelo de Elsa e Anna que custa R$ 1.999,99. Uma novidade são as bonecas Our Generation – cada uma custa R$ 399,99.

Para as meninas que gostam de Barbie há diversas opções (a média é R$ 79,99 – há mais caras), além também da Casa da Barbie, por R$ 1.799.

Os meninos curtem as arminhas Nerf, a partir de R$ 299; foguetes da marca Fun a partir de R$ 299 e Lego do famoso jogo Minecraft por R$ 199.

Outro brinquedo que faz sucesso é o boneco do youtuber Luccas Neto, que está custando R$ 119,99. Há também Imaginext do Batman e do Superman por R$ 299,99 e uma das sensações (um dos mais procurados na loja): a pista da Hotwheels do tubarão, que custa R$ 1.099.

Os Educativos

Para quem prefere brinquedos educativos há a Eureka Brinquedos, que fica na Rua 100, com opções para todas as idades, como jogos de tabuleiro, quebra-cabeças (até em 3D!).

A maioria dos produtos são exclusivos e em madeira, aumentando a durabilidade, como jogos de cozinha, casinhas, livros musicais e até que ensinam matemática e opções científicas e que tratam de robótica.

A proprietária Kariny Naiara Muller Brum conta que a loja existe há sete anos e que possuem opções para pessoas ‘de zero a 99 anos’.

“O objetivo dos nossos brinquedos é desenvolver habilidades e incentivar a criatividade. Todos eles têm o propósito de ensinar brincando, a criança se desenvolve na brincadeira. É fundamental incentivarmos a visão, o desenvolvimento e o lado social das crianças, o celular e o videogame tiram isso”, diz.

Segundo ela, os pais parecem estar mais preocupados a tirar os filhos da internet, dando para eles brinquedos que não são ‘prontos’.

A empresária defende que os brinquedos de madeira – boa parte dos oferecidos na loja – são mais duradouros e também ecológicos.

“A criança precisa montá-los, trabalhando na questão sensorial. No Natal as vendas aumentam bastante. Temos opções para todas as idades e bolsos, desde jogos de tabuleiro e de desafios como casinhas. São todos sem gênero, podendo ser utilizados tanto por meninas como também para os meninos”, acrescenta.

Kariny lembra que também contam com opções focadas em crianças autistas, e que atendem clínicas especializadas da região, que utilizam os brinquedos em sessões de terapia, trabalhando a fala e também a questão motora.